Edgartown School English Language Learners (ELL) Program

Nicole Miranda: ELL Coordinator

Tamara Morillo: ELL Assistant and Interpreter

508-627-3316 ext. 210


Os Direitos dos Alunos que estão aprendendo Inglês
A educação é um direito básico de todas as crianças nos Estados Unidos. A lei federal Nenhuma Criança Será Deixada para Trás, No Child Left Behind Act -(NCLB) de 2001, adicionou novos direitos educacionais importantes para os alunos principiantes de Inglês e para seus pais. As leis federais tais como a NCLB, a Lei Título VI dos Direitos Civis, Title VI of the Civil Rights Act, de 1964 e a Lei de Opor- tunidades de Igualdade de Educação, Equal Educational Opportunities Act, de 1974 e as leis do estado de Massachusetts reconhecem que os estudantes recém-chegados aos Estados Unidos e que são prin- cipiantes da língua inglesa precisam receber um apoio extra. Eles necessitam ajuda para aprender inglês e, ao mesmo tempo, ajuda para dominar os padrões acadêmicos. Esta edição de Pontos delineia alguns destes direitos de acordo com as leis estaduais e federais.
As leis estaduais e federais usam os termos “estudantes com proficiência limitada em inglês”, “stu- dents with limited English proficiency” (ou estudantes LEP), “English language learners” (ou ELLs), e “principiantes de inglês”, “English learners”, para descrever o mesmo grupo de estudantes. O PIRC de Massachusetts prefere o termo “principiantes da língua inglesa”, “English language learners”, porque dá uma ênfase positiva naquilo que estes estudantes estão alcançando—dominando uma nova língua enquanto estão aprendendo todas as matérias escolares e tornando-se membros ativos de suas comunidades escolares.
Quem é um principiante da Língua Inglesa?
Os principiantes da língua inglesa (ELLs), também são referidos como estudantes de Proficiência Limitada em Inglês ou LEP, são estudantes cuja língua materna não é o inglês e que ainda não têm a capacidade de fazer os trabalhos comuns na sala de aula em inglês. Cada distrito escolar deverá ter uma forma para indentificar se um estudante é ou não um principiante da língua inglesa. Logo ápos, que o distrito escolar determinar quais são os estudantes que são os principiantes da língua inglesa, o distrito escolar deverá planejar para que eles recebam a instrução que é especificamente preparada para os principiantes da língua inglesa e o conteúdo da matéria da disciplina de acordo com as leis e as regulamentações.
Como Pai/Mãe de um principiante da Língua Inglesa, que direitos temos eu e o meu filho?
Direito a uma educação de qualidade
• Seu filho tem o direito de receber a mesma educação de alta- qualidade, baseada nos padrões, como a que recebe os seus colegas. Em Massachusetts, estes padrões educacionais estão resumidos nas Estruturas Curriculares, “Curriculum Frame- works” do estado. Seu filho aprenderá inglês e outras disciplinas tais como língua e literatura inglesa, matemática, ciências so- ciais e história no mesmo nível acadêmico que o esperado de todos os outros estudantes.
• Seu filho tem o direito de receber ensinamento das matérias acadêmicas de um professor que seja altamente qualificado para ensinar a matéria, e que tenha sido treinado para ensinar estudantes que estejam aprendendo inglês.
• Seu filho tem o direito de receber instrução da língua inglesa (também conhecida como Inglês Como Segunda Língua, Eng- lish as a Second Language, ou ESL), de um professor diplo- mado em ESL, para assegurar que seu filho aprenderá a ouvir, falar e, escrever e ler em inglês.
• Como um principiante da língua inglesa, seu filho participará a cada ano, da Avaliação de Proficiência em Inglês de Massa- chusetts (MEPA), Massachusetts English Proficiency Assess- ment, para avaliar o seu progresso no aprendizado de inglês. Você será informado dos resultados.
• Seu filho também participará da avaliação anual para todos os estudantes de todo o estado, o (MCAS), Sistema Com- preensivo de Avaliação de Massachusetts, Massachusetts Comprehensive Assessment System, que avaliará o seu pro- gresso nas matérias acadêmicas. Você receberá boletins com os resultados dos testes de seu filho em uma língua que você compreenda.
Para compreender mais sobre as avaliações MEPA e MCAS, por favor entre em contato com o PIRC de Massachusetts para as suas publicações sobre os “Principiantes da Língua Inglesa e as Avaliações Estaduais”, “English Language Learners and State As- sessments”. A programação para estas avaliações se encontram disponíveis on-line no www.doe.mass.edu/mcas/cal/html, como também na escola de seu filho.
Direito que os pais têm de obter informação
• Você deverá receber informação da escola sobre o progresso de seu filho, da mesma maneira e exatamente com a mesma
Um Projeto da Federação para Crianças com Necessidades Especiais
Informando, Educando e Fortalecendo as Famílias
frequência que recebem todos os outros pais, em uma língua que você compreenda, “da melhor maneira possível”. Esta in- formação inclui os boletins escolares, boletins de rendimento e os Boletins MCAS para Pais/Guardiães dos estudantes (G.L. c. 71A Sec. 7; veja também a Título VI).
Sevocêsolicitá-los,odiretordaescoladeveráseassegurarde que você irá receber o manual da escola e os códigos de condu- ta do distrito na sua língua materna. (Acesso de Massachusetts para as Regulamentações sobre Oportunidades de Igualdade de Educação, Massachusetts Access to Equal Educational Op- portunity Regulations, 603 CMR 26.08(2).
• Sefoideterminadoqueseufilhotem“ProficiênciaLimitadaemIn- glês”, “Limited English Proficient”, ou como sendo um principiante da língua inglesa, a escola de seu filho deverá informá-lo(la) de:
1.O nível da capacidade de seu filho para ouvir, falar, ler e es- crever inglês, comparado com a de outros principiantes da língua inglesa.
2. O programa recomendado pela escola para seu filho. A maioria dos distritos oferece a Abordagem de Instrução de Inglês, Sheltered English Immersion. (Veja abaixo a explica- ção de Sheltered English Immersion). A escola deverá expli- car como o programa funciona, como você pode ajudar seu filho a aprender inglês, e de que maneira pode atender às necessidades de seu filho.
3. Por quanto tempo espera-se que o programa dure.
• Os pais deverão receber um notificação de que seu filho foi
indentificado como sendo um principiante da língua inglesa dentro de 30 dias, a partir do início do ano letivo. Para uma criança que entra na escola após o início do ano letivo, a es- cola deverá informar aos pais dentro de duas semanas, se a criança foi colocada em um programa para principiantes da língua inglesa.
Direito dos pais de recusar um programa para principiantes da língua inglesa
• Se você não quiser que seu filho participe em um programa para principiantes da língua inglesa, você terá o direito de re- cusar a sua matrícula no programa e o direito de tirar seu filho do programa a qualquer momento.
• Sevocêdecidircolocarseufilhoemumasaladeauladeedu- cação regular, o distrito escolar deverá providenciar apoio acadêmico e de língua inglesa para assegurar que seu filho seja capaz de aprender em inglês. A escola também deverá providenciar um professor que seja qualificado para ensinar os principiantes da língua inglesa.
Direito da criança de monitoração acadêmica
• Tãologoseufilhosetornarproficientenalínguainglesa(base- ado nas avaliações para todo o estado e outras informações) e deixar o programa para os principiantes da língua inglesa, o distrito deverá monitorar por dois anos, o progresso acadêmico de seu filho e providenciar serviços adicionais de educação da língua inglesa, caso seja necessário.
Direitos dos estudantes com deficiência
• Os programas para principiantes da língua inglesa para os estudantes com deficiência deverão atender os requisitos do Programa de Educação Individual (IEP),Individualized Educa- tion Program. Para os estudantes com um IEP ou Plano 504 que afirma que a instrução deverá ser em sua língua materna, o distrito deverá cumprir com o IEP ou Plano 504. Nenhuma dispensa será necessária
• Osdocumentosescolaressobreascriançascomnecessidades especiais que sejam principiantes da língua inglesa deverão ser traduzidos na língua materna dos pais. Intérpretes fluentes
na língua dos pais deverão ser providenciados em todos os encontros de planejamento educacional caso seja necessário que o pai/a mãe participe.
Direitos da criança para apoios especiais e outros serviços
• Seu filho deverá ter a oportunidade de receber serviços de
apoio educacional, tais como os de orientação e aconselha-
mento, que serão dados em sua língua materna. • Seu filho deverá ter igual acesso aos mesmos programas não- acadêmicos e às atividades extracurriculares disponíveis a to- dos os outros estudantes. Os pais deverão ser informados des-
tas atividades em uma língua que compreendam.
• Os estudantes ELL, se qualificados de maneira diferente, têm o direito de receber serviços de educação especial, serviços da Título I e de educação vocacional, e de participar em class- es para adiantados e bem dotados.
Que programas estão disponíveis para os principiantes da língua inglesa?
A lei de Massachusetts se refere aos seguintes programas:
Abordagem de Instrução de Inglês, Sheltered English Immer- sion (SEI): A lei de Massachusetts requer que todos os estudantes que sejam principiantes da língua inglesa sejam educados atra- vés dos programas Sheltered English Immersion (SEI) . Nas salas de aula SEI, quase todos os materiais e livros são em inglês. Os programas SEI são compostos de duas partes. Uma parte, cha- mada de “instrução de estratégias de compreensão”, “sheltered content instruction”, que usa um inglês especialmente adaptado para tornar o ensino acadêmico mais compreensível aos estudan- tes que estão aprendendo inglês. A outra parte, “ensino da língua” (Inglês como Segunda Língua, ou ESL), ajuda que os estudantes ELL desenvolvam as habilidades de falar, ouvir, ler e escreve em inglês. O equilíbrio entre a instrução ESL e a instrução acadêmica em inglês muda conforme o estudante vai ganhando habilidades na língua inglesa. Os estudantes que estiverem começando a aprender inglês deverão receber mais instrução ESL por dia, que aqueles que já tiverem alcançando a proficiência em inglês.
Educação Bilíngue Simultânea, Two-Way Bilingual Educa- tion: Os estudantes que estão aprendendo inglês e aqueles que têm o inglês como língua materna aprendem juntos em ambas as línguas. O ensino e os livros são na primeira e segunda lín- gua dos estudantes. Se um distrito oferece o programa bilíngue simultâneo, um pai/uma mãe de um principiante da língua ingle- sa poderá escolher que seu filho participe em tal programa sem ter que solicitar ou pedir uma autorização.
Educação Bilíngue Transicional, Transition Bilingual Edu- cation (TBE): O conteúdo do ensino é administrado a seu filho em sua língua materna enquanto ele ou ela estiver aprendendo inglês. Além disso, é oferecido o ensino de inglês como segunda língua (ESL). Como a proficiência em inglês dos estudantes vai aumentando, eles passam por uma transição que vai de receber o conteúdo do ensino em sua língua materna ao de passar a re- cebê-lo em inglês. Uma autorização (waiver) é exigida para en- trar nesse tipo de programa. As autorizações também permitem que os estudantes possam participar em “outras metodologias de educação geralmente-reconhecidas, permitidas pela lei”. Por favor, veja as informações sobre dispensas na página 3).
“Provisão para “Ficar de Fora”, “Opt out” Provision: Os pais que não quiserem que seus filhos sejam colocados no programa destinados aos principiantes da língua inglesa, poderão optar pelo “Ficar de Fora” e seu filho será colocado em salas de aulas de educação regular ensinadas em Inglês. As escolas devem monitorar o progresso dos estudantes que preferirem ficar de fora do programa e providenciar assistência para o aprendizado de inglês. Tal assistência, poderia incluir na sala o professor que foi treinado para ajudar alunos com o aprendizado da segunda língua e/ou ajudar o estudante com a língua inglesa.
Direito dos pais de se envolverem
• Como pai/mãe de um estudante que está aprendendo inglês, deverá ser dado a você muitas oportunidades da escola e do distrito para se comunicar com os professores de seu filho e, de se envolver de outras maneiras.
Como posso solicitar uma autorização para que meu filho possa receber educação bilíngue?
Um dos pais dos estudantes de ELL pode solicitar uma “autoriza- ção” (“waiver”), se quiser que seu filho receba instrução através de aulas de educação bilíngue (algumas vezes chamadas de Educa- ção Bilíngue Transicional, Transitional Bilingual Education, ou TBE) ou algum outro programa aprovado.
Veja aqui como funciona o processo para se pedir uma autor- ização:
• Anualmente,opai/mãeouguardiãodeverásolicitarumaautor- ização indo na escola e dar o seu consentimento por escrito. Durante esta visita, os pais deverão receber uma “descrição completa em uma língua que eles possam compreender”, da variedade de programas disponíveis para o seu filho. O distrito tomará a decisão final sobre dar essa autorização
Para os estudantes de 10 anos ou mais, uma vez que os pais solicitarem a autozição, o diretor da escola e os profes- sores necessitarão somente afirmar que têm uma “opinião baseada em informação” de que um programa diferente seria melhor para as necessidades do estudante.
Será exigido da escola que tiver 20 ou mais estudantes de uma mesma língua e série para que receba uma autorização, que ofereça “classes que ensinem inglês e outras matérias através das técnicas de educação bilíngue ou outras metodologias edu- cacionais reconhecidas regularmente e permitidas pela lei” (G.L. c. 71A. §5). As escolas que tiverem menos de 20 estudantes em uma série com autorização, poderá oferecer este tipo de classe. Se elas não oferecerem este tipo de classe, deverão permitir aos estudantes que tiverem uma autorização que se transfiram para uma escola pública que tenha classes bilíngues.
Paraosestudantesabaixode10anosdeidade,émaiscom- plicado. Os distritos poderão permitir autorizações sob estas cir- cunstâncias:
1) O estudante que tenha estado em uma sala de aula de língua inglesa por pelo menos 30 dias do calendário; e
2) Os funcionários da escola explicarão por escrito que os estu- dantes têm necessidades especiais, além do fato de não serem capazes de falar e compreender inglês, e de que será necessário um programa diferente.
O documento escrito acima deverá ser incluído nos registros do estudante; e, tanto o superintendente quanto o diretor da escola deverão assinar o documento.
Para aprender mais sobre como você poderá dar melhor apoio à edu- cação de seu filho, entre em contato com o PIRC de Massachusetts, através de ligação gratuita no 1-877-471-0980. Os funcionários ofer- ecrão assistência por telefone em inglês, espanhol e português.
O que os pais podem fazer?
Aqui estão algumas idéias de que o pai/mãe ou guardião poderão fazer para apoiar o sucesso de seu filho na escola:

Peça se desejar, para que a escola envie todos os boletins em sua língua materna.
Fale com outros pais cujos filhos tenham frequentado a mesma escola ou programas. Pergunte-lhes sobre como funciona os programas diferentes e qual é a melhor ma- neira de você se envolver.
Faça perguntas para descobrir o que o seu filho está apren- dendo e como o inglês lhe está sendo ensinado. Visite um dia as salas de aula de seu filho para saber o que está aprendendo.
Averigue se seu filho recebe instrução na língua inglesa, normalmente conhecida como ESL, e, se assim for, com que frequência? O professor da língua inglesa está diplo- mado de maneira apropriada?
Averigue na escola se o professor de seu filho é altamente qualificado para ensinar língua e literatura inglesa, leitura, matemática e ciências. Averigue se o professor é fluente em inglês e se foi treinado e tem a capacidade necesária para ensinar os estudantes que estão aprendendo inglês.
Não deixe que a impossibilidade de falar inglês impeça você. A educação de seu filho é muito importante. Deixe que a escola saiba que você necessita de um tradutor. Você poderá querer trazer com você um Consultor (advo- cate) para os reuniões da escola.
Faça planos com um tradutor para participar das atividades e reuniões escolares. Esta pessoa pode ser um amigo.
Se o seu filho estiver frequentando o segundo grau (high school), pergunte a escola qual é a média para passar no programa recomendado. Pergunte se seu filho está rece- bendo os créditos referentes a todas as classes.
Se você acha que seu filho poderá não se formar, peça por apoio acadêmico extra/ou um programa diferente que irá prepará-lo para a formatura.
A lei federal conta com os pais para que sejam fortes defenso- res de seus próprios filhos e que ajudem as escolas em seus melhoramentos. Verifique com o distrito ou escola para quais as maneiras de se envolver com o trabalho de outros pais que estejam trabalhando para o melhoramento da escola, tais como nos Conselhos de Orientação para os Pais, Parent Ad- visory Councils. Junte suas forças com as organizações que tenham como base o trabalho comunitário que visa o melhora- mento da educação dos principiantes da língua inglesa e dos estudantes minoritários.
Adicionados aos direitos listados neste Pontos, a lei federal provê outras opções importantes a todos os pais. Por exemplo, todos os pais cujos filhos estiverem frequentando escolas abai- xo do padrão poderão ter o direito de escolher uma outra escola ou de receber aulas particulares para seus filhos. O PIRC de Massachusetts pode enviar gratuitamente, documen- tos de fácil compreensão sobre estas opções em inglês, espa- nhol e português.
FONTES SOBRE OS DIREITOS DOS PRINCIPIANTES DA LÍNGUA INGLESA
Fontes gratuitas do PIRC de Massachusetts
O PIRC de Massachusetts oferece aos pais, escolas e orga- nizações, treinamento, informação e assistência tecnológica para apoiar os seus esforços para ajudar as crianças a que sejam bem sucedidas na escola. O nosso objetivo é o de ajudar os pais e as famílias a compreender como apoiar os seus filhos em suas realizações acadêmicas e para ajudar as famílias e escolas a construir uma parceria forte direcionada ao melhoramento da educação. As seguintes publicações suplementam a informação dada nesta edição de Pontos.
Pontos do CLUBE dos Pais
• Principiantes da Língua Inglesa e Avaliações do Estado • Trabalhando com a Sua Escola • Boletins Escolares • Serviços de Educação Suplementar sob a NCLB
Boletins do CLUBE dos Pais • Boletim do MCAS para Pais/Guardiães: Um Roteiro • Aulas Particulares Disponíveis sob a Lei Nenhuma
Crança Será Deixada Para Trás
Todas as publicações estão disponíveis em inglês, espan- hol e português. Este Pontos e os Pontos sobre “Principi- antes da Língua Inglesa e Avaliações do Estado” também se encontram disponíveis em albanês, crioulo cabo verdiano, chinês, crioulo haitiano, russo, somali, e vietnamita. Todas as publicações se encontram on-line no www.masspirc.org. Cópias impressas também estão disponíveis através de so- licitação. Para solicitar cópias destas publicações ou para receber assistência telefônica em inglês, espanhol e portu- guês, por favor chame através de ligação gratuita para o PIRC de Mass. no 1-877-471-0980.
Fontes do Departamento de Educação Elementar e Secundária de Massachusetts (Mass. DESE)
O website do Mass. DESE é www.doe.mass.edu. Os docu- mentos do website são atualizados oportunamente e as lo- calizações e os títulos poderão variar. Entrar um título em um programa de busca poderá ser a forma mais fácil de se acessar um documento.
Coordinated Program Review Procedures: School District Information Package, English Learner Education in Public Schools, M.G.L. Chapter 71A.(Procedimentos para Revi são de Programas de Coordenação: Principiantes da Lín gua Inglesa nas Escolas Públicas, M.G.L. Capítulo 71A). Este documento fornece a lista da regras e regulamentações que as escolas deverão cumprir ao educar os principiantes da língua inglesa. On-line no www.doe.mass.edu/pqa/review/cpr/ instrument/chapter71A.doc.
EnglishLanguageProficiencyBenchmarksandOutcomes for English Language Learners (Desempenhos e Resulta dos de Proficiência para os Principiantes da Língua Ingle sa). Este documento resume o conhecimento e as habilidades da língua inglesa que se espera que os estudantes adiquiram nas quarto áreas de linguagem: ouvir, falar, ler e escrever. On- line no http://www.doe.mass.edu/mcas/mepa/benchmark.html.
Massachusetts Curriculum Frameworks (Estruturas Cur riculares de Massachusetts). Estas estruturas (ou padrões) descrevem o que os estudantes das escolas públicas de Mas- sachusetts deverão saber e serem capazes de fazer em oito mátérias obrigatórias em vários períodos das séries. On-line no www.doe.mass.edu/frameworks/current.html.
MEPA Parent/Guardian Guides and Reports (Guias e Bo letins para Pais/Guardiães do MEPA). Este guia, disponível em inglês e 10 outras línguas,está designado a assistir os pais na revisão dos resultados de seus filhos no MEPA e a compre- ender como as notas são registradas. Os guias suplementam a informação fornecida no Boletim para Pais/Guardiães do MEPA. On-line no http://www.doe.mass.edu/mcas/mepa/pg
Questions and Answers Regarding Chapter 71A: English Language Education in Public Schools (Perguntas e Res postas sobre o Capítulo 71A: Educação da Língua Inglesa nas Escolas Públicas) . On-line no http://www.doe.mass.edu/ ell/chapter71A_faq.pdf.
Schedule for MCAS and MEPA Testing (Programação para os Testes MCAS e MEPA). Atualizado anualmente e coloca- do on-line no www.doe.mass.edu/mcas/cal.html.
Ajuda adicional por telefone
A Federação para Crianças com Necessidades Especiais, Centro de Treinamento de Informação para os Pais, providencia assistência gratuita em inglês, espanhol e português para as famílias com crian- ças com deficiência através de oficinas, materiais escritos (on-line no www.fcsn.org/pti) e via telefone, ligação gratuita, no 800-331-0688.
Para obter respostas à questões relacionadas ao MCAS e MEPA, telefone para o Mass. DESE Parent Information Hotline (Linha de Atendimento de Informação Imediata para os Pais) no 781-338-6970 ou, ligação gratuita, no 866-622-7220. As perguntas poderão ser en- caminhadas através de e-mail para mcas@doe.mass.edu. Cópias de materiais escritos do DESE poderão ser também solicitadas.
Para as perguntas sobre a política do MCAS e MEPA, entre em contato com o Mass. DESE através do telefone 781-338-3625, ou e-mail dwiener@doe.mass.edu.
Para perguntas relacionadas com a identificação, avaliação e co- locação dos principiantes da língua inglesa, entre em contato com o Mass. DESE’s Office of English Language Acquisition and Aca- demic Achievement (Escritório de Aquisição de Língua Inglesa e Realização Acadêmica do DESE de Mass.) no 781-338-3518, ou através de e-mail no ell@doe.mass.edu.
Pointers
O Pontos dos Clube dos Pais, foi originalmente desenvolvida sob Grant # U310A030443 fornecido pelo Departamento de Educação dos Estados Unidos do Instituto de Inovação e Melhora. Os recursos para atualizar e distribuir os Pon- tos foram disponibilizados através do Grant U310A060075 # do Departamento de Educação dos Estados Unidos, Instituto de Inovação e Melhoria, do Centro de in- formação e Resource aos Pais , Grant # 84.310A. As opiniões aqui não refletem, necessariamente, as do Departamento de Educação dos Estados Unidos.
Encorajamos a cópia desse material para ser distribuído para os pais e famílias. É dada permissão para reimprimir esta toda a publicação ou apenas uma parte. Solicitamos que mencione o Massachusetts Pirc e Federação para Crianças com necessidades especiais. Entre em contato conosco masspirc@fcsn.org para indi- car o número de cópias no qual distribuídos.
© Federação para Crianças com Necessidades Especiais,1209.
Este exemplar do Pontos foi escrito por Janet Vohs, funcionária do PIRC de Mass., com a assistência de Debbie Zacarian, Ed.D., Dire- tora, Center for English Language Education (CELE), um programa do Hampshire Education Collaborative, Northampton, MA.. O PIRC de Mass. agradece aos funcionários do Departamento de Educação Elementar e Secundária por suas avaliações e revisões.

Ajudando as Crianças no Aprendizado de Dois Idiomas
Desde o nascimento, muitas crianças nos Estados Unidos estão aprendendo dois idiomas ao mesmo tempo—o idioma de sua família e o inglês. Todos os bebês nascem com potencial para aprender um idioma. Os pais podem ter o receio de achar que uma criança se confundirá se aprender mais de um idioma. A pesquisa, entretando, descobriu que ser criado bilíngue oferece às crianças muitas vanta- gens. As crianças ganham uma compreensão mais profunda das duas culturas, adquirem mais habilidade de raciocínio e têm em geral um sentido muito maior da linguagem. Este Boletim aborda como as famílias podem ajudar as crianças que são aprendizes de duplo idioma, a desenvolver capacidades para se tornarem alunos e leitores bem sucedidos, tão logo comecem a frequentar a escola.
Primeiro, Vamos Falar
Comece a falar imediatamente! Fale em espanhol. Fale em inglês. Fale em somali. Fale no idioma que é mais confortável para você. Do nascimento aos três anos de idade, o cérebro da criança está crescendo mais rapidamente do que em qualquer outro momento. Somente falar com as crianças durante estes anos, é coisa o mais importante que os pais podem fazer para tirar o máximo proveito na construção- do-cérebro durante estes primeiros anos. Não importa que idioma os pais usam para falar com seus filhos. Simplesmente por
falar e ouvir o seu filho, os pais fazem uma diferença que dura por uma vida inteira.
Um amplo estudo descobriu que, por volta dos três anos de idade, as crianças cujas famílias conversavam frequentemente com elas, tinham um vocabulário duas vezes maior do que aquelas crianças cujas famílias falavam raramente com elas. Quanto maior a quantidade de palavras que os pais usam enquanto falam com a sua criança pequena e quanto mais frequente falarem, maior será o vocabulário da criança aos três anos de idade. Quanto maior for o vocabulário da criança aos três
anos de idade, maior será o vocabulário da criança quando estiver na 5a série. Estas diferenças duram através de todos os anos da criança na escola.
O fato de colocar a criança em frente de uma TV, não resolve o problema. As crianças precisam interagir com outras pessoas sobre o que está acontecendo para desta forma conectar as palavras que elas ouvem com as suas próprias experiências. A interação sensível com os adultos traz muito mais ajuda no desenvolvimento dos cérebro do que qualquer brinquedo, TV ou DVD.
Centro de Recursos e Informação para os Pais de Massachusetts (PIRC)
Disponível online em inglês, espanhol e português no www.masspirc.org
Dicas para Falar...
Falesobreosacontecimentosdodia-a-dia.Falarajuda os bebês e as crianças pequenas a conectar as palavras com as suas experiências. por exemplo,
- Quando estiver se vestindo, dê nome e descreva tudo que você está colocando no seu filho—da fralda, casaquinho, calças compridas, sapatos e meias, até as cores, botões e os zíperes.
- Quando estiver andando de ônibus, no carro ou pas- seando, fale sobre o que você está vendo e como se sente. Leia os letreiros, aponte para certos números, letras ou cores.
Fala de bebê é bom. A princípio, use as palavras e o tato para responder quando o seu filho chorar. Uma vez que seu filho comece a balbuciar fique respondendo com palavras, gestos e sons. As crianças que recebem respostas ganham confiança e prazer na linguagem.
Fale com frases reais. Use também palavras impor- tantes, mesmo sabendo que seu filho não irá entendê- las. Use palavras mais simples para ajudar o seu filho a entender. Fale devagar, use os gestos. Ouvir palavras novas ajuda a crescer o vocabulário do seu filho.
Conte histórias. As histórias introduzem palavras que talvez não apareçam, na vida do dia-a-dia.
Faça perguntas e tenha conversas. Tão logo seus fil- hos fiquem mais velhos, peça-lhes que lhes conte uma história ou que repitam uma história familiar. Incentive as crianças pré-escolares a conversar com você sobre os seus amigos, suas experiências e ideias.
Divirta-se. A rima, trava-línguas e outras formas de jo- gos de palavras em seu idioma de origem ajudará seus filhos a aprender sobre os sons.
Um Projeto da Federação para Crianças com Necessidades Especiais
Informando, Educando e Fortalecendo as FamíliasLeia para Expandir o Mundo da sua Criança
Quando você dá palavras aos seus filhos, você está lhes oferecendo o mundo. Uma das melhores maneiras de expandir o vocabulário de uma criança é através dos livros. As crianças que têm alguém lendo para elas a partir do nascimento, independentemente de que idioma, são mais bem sucedidas no aprendizado da leitura. Lembre-se, as habilidades de leitura que forem aprendidas precocemente em um idioma podem ser transferidas para um outro idioma. Quanto maior as capacidades de linguagem e leitura de uma criança no seu idioma nativo, mais forte elas serão em um segundo idioma.
A Fala e A Leitura
Maneiras Comprovadas para Ajudar as Crianças Pequenas a Aprender Dois Idiomas
Este Boletim destaca alguns dos pontos que a pesquisa demonstrou recente- mente para fazer uma enorme diferença para as crianças pequenas que estão crescendo, aprender dois idiomas ao mesmo tempo. Neste Boletim, nós nos referimos a essas crianças como “ aprendizes de duplo idioma”. É importante que os pais e membros familiares que não falam inglês, entendam que as com- petências linguísticas das crianças que aprendem cedo no idioma falado em suas próprias casas, irá ajudar as suas crianças a aprender e entender inglês.
Recursos
Os primeiros anos de seu filho passam rapidamente, mas o impacto que causam perduram por toda uma vida. Quando você cria um ambiente dia-a- dia rico em linguagem através de conversas, histórias, jogos de palavras, rimas, canções e leitura, você prepara para os seus filhos um futuro de aprendizado e de sucesso. Então, vá em frente, divirta-se—fale, leia, sorria, cante e brinque com seus filhos. Falar com eles e ler para eles é a melhor preparação que você pode dar para que as crianças comecem a escola prontas e ansiosas para aprender.
Dicas de Leitura...
Comecealerimediatamenteenquantoseufilhoéumbebê. Leia todos os dias. Leia com expressão e use vozes diferentes. Carregue livros para que possa ler onde quer que vá.
Não ler? Não se Preocupe! Você não tem que ler para aju- dar as crianças a aprender sobre a leitura e para se divertir com os livros. Converse sobre os desenhos e a história que contam. Convide o seu filho para apontar para as figuras e virar as páginas. Converse com seu filho sobre o que você vê nas páginas.
Leiacomoseufilho.Useváriasmaneirasparaoseufilhosetor- nar parte na ação. Incentive as crianças para “ler” ou conte você a história. Peça-lhes que aponte para a figura que você der o nome ou pergunte-lhes para dizer o nome da figura. Peça-lhes para adi- vinhar o que vem a seguir na história. Se você puder, ajude-as a reconhecer as letras e a conectá-las aos sons que fazem juntos.
Prepare-se Para Ler! Este website tem como objetivo ajudar os pais de língua-hispana a construir cedo competências de aprendizado e alfabetização para suas crianças que estão na pré-escola e no jardim-de-infância. Para saber mais, visite http://getreadytoread.org/ index.php?option=com_content&task=view&id=98&Itemid=107
¡Colorín Colorado! Este website bilíngue fornece informação para os pais e familiares que podem usar para ajudar as suas crianças a se tornarem bons leitores e estudantes bem sucedidos. Para obter mais informação, visite http://www.colorincolorado.org/families

Diretos dos alunos imigrantes

Em 1982, a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu em Plyler v. Doe [457 U.S. 202 (1982)] que crianças e
jovens sem documentos tem os mesmos direitos como cidadãos americanos e residentes permanentes de frequentar escolas públicas primária e secundária. Como outras crianças, exige-se que estudantes sem documentos, sob as leis do estado, frequentem a escola até alcançarem uma idade legalmente obrigatória. Como resultado da decisão Plyler, as escolas públicas não podem:
 negar admissão para um estudante durante a matricula inicial ou em qualquer outra época se baseando no fato de que o estudante não tem documento;
 tratar um estudante diferentemente para verificar sua residência;
 efetuar práticas que obstruam o direito de acesso à escola;
 exigir que os estudantes ou seus pals revelem ou documentem sua situação junto à imigração;
 fazer interrogatório aos estudantes ou seus pais que possa expor a sua situação de não documentados;
 exigir os números do seguro social como exigência para admissão na escola, porque isto pode expor
a situação de não documentado.
Estudantes sem número de seguro social devem receber um número gerado pela escola. Adultos sem número
de seguro social que estejam aplicando para o programa de almoço e/ou café da manhã grátis para um estudante só declaram na aplicação que eles não tem um número de seguro social.
Mudanças recentes no Programa do Visto F-1 (Estudante) não mudam os direitos Plyler de crianças sem
documento. Estas mudanças se aplicam somente para estudantes que aplicam para um visto de estudante
fora dos Estados Unidos e estão atualmente nos Estados Unidos com um visto F-1.
Além do mais, o Ato de Privacidade e Direitos da Educação da Familia (Family Educational Rights and Privacy Act - FERPA) proibe as escolas de fornecer a qualquer agência exterior -- incluindo o Servição de
Imigração e Naturalização (Immigration and Naturalization Service - INS) -- qualquer informação sobre o arquivo de um estudante que exponha a situação de sem documento do aluno sem primeiro pedir
autorização dos pais. A única exceção é se uma agência pede uma ordem da corte -- conhecida
como subpoena -- que os pais podem desafiar. As escolas devem notar que mesmo pedindo tal permissão aos
pais elas estariam impedindo os diretos Plylerde um estudante.
Finalmente, o pessoal da escola-especialmente os diretores e aqueles envolvidos com atividades do estudante
em geral-devem estar conscientes que eles não tem obrigação legal de reforçar as leis da Imigração dos E.U.A.
Para majores informações, ou para relatar incidentes de exclusão na escola ou atraso, por favor
ligue:
NCAS 1-800-441-7192
META 1-617-628-2226
NY Immigration Hotline 1-718-899-4000



IMG_0067.JPGIMG_0021.JPGIMG_0022.JPG
IMG_0027.JPGIMG_0029.JPGIMG_0030.JPG
IMG_0031.JPGIMG_0036.JPG
IMG_0065.JPGIMG_0060.JPGIMG_0067.JPG
Setting a Strong Foundation for Learning ENGLISH.pdf
Immigrant Student Rights ENGLISH.pdf
Helping Young Children Learn Two Languages ENGLISH.pdf
Favorite Parents Tips_Portuguese.doc
Favorite Parent tips.pdf
Derechos de los estudiantes que están aprendiendo inglés SPANISH.pdf
Construindo uma Base Forte para o Aprendizado PORTUGUESE.pdf
Ajudando as Crianças no Aprendizado de Dois Idiomas PORTUGUESE.pdf
Rights of English Language Learner ENGLISH.pdf
Os Direitos dos Alunos que estão aprendendo Inglê Portuguese.pdf
Los estudiantes que están aprendiendo inglés y las evaluaciones estatale SPANISH.pdf
English Language Learners and Statewide Assessment ENGLISH.pdf
Direitos dos alunos imigrante PORTUGUESE.pdf
Derechos de los estudiantes inmigrante SPANISH.pdf
Cómo sentar bases fi rmes para el aprendizaj SPANISH.pdf
Cómo ayudar a los niños a aprender dos idiomas SPANISH.pdf
Alunos que estão aprendendo Inglês e Avaliações Estaduai Portuguese.pdf
Ajudando as Crianças no Aprendizado de Dois Idiomas PORTUGUESE.pdf
ppbulletinv11n2port.pdf